Axintor

Que é employer branding e como este ajuda o seu negócio?

Voltar para todas as histórias

O que procura?

Procurado

Procuramos com urgência vagas para soldadores.

Está a acontecer uma verdadeira ‘guerra por talentos’: empregadores são caçadores que devem apanhar potenciais colaboradores como se fossem uma presa. Num momento como este, o employer branding pode fazer a diferença. Porque, em geral, os colaboradores escolhem o empregador mais atraente. Que é você… não é?

Como funciona o employer branding? É muito simples: desenvolva uma cultura empresarial agradável, positiva. Transmita-a de forma inteligente e muito natural para a sua equipa. Seja consequente. É um trabalho de logo prazo.

 Esta onda positiva afetará, em primeiro lugar, a sua equipa atual. E isso é bom. Uma cultura empresarial agradável torna os seus colaboradores mais leais, mais criativos, mais produtivos e mais engajados. Este envolvimento garante que os seus colaboradores se tornem embaixadores da sua empresa. Uma bênção, certamente nestes tempos em que reinam os meios de comunicação social. 

 Mas atenção: uma boa cultura empresarial não é uma operação única. É um modo de vida. Por isso, se quer apanhar aves raras, terá que investir energia na manutenção desta boa onda. 

QUATRO DICAS

Como o employer branding o ajuda a apanhar aves raras? Ora, eis aqui quatro excelentes dicas que realmente funcionam.

 1. Estimule e promova

Mantenha o trabalho interessante para a sua equipa existente. Atribua-a projetos. Dedique algum tempo a formações. Promova pessoal. Os melhores talentos procuram, invariavelmente, empresas com oportunidades de crescimento. Faça o que prega e mostre aos empregados potenciais como as coisas se passam na sua empresa. Ilustre esta mais-valia durante uma entrevista de recrutamento com base em um ou alguns exemplos.

 2. Plante cerejas no seu bolo

“Pequenos riachos formam grandes rios.” Empregados sentem-se valorizados quando recebem (pequenos) extras. Recompensas, benefícios extralegais, e assim por diante. Ouse pensar fora da caixa. Porque não oferecer uma assinatura de ginásio, um fim-de-semana para a equipa ou um serviço de engomadoria? Tudo isto chama a atenção e fará brilhar os olhos de potenciais colaboradores.

 3. Meios de comunicação social

Os meios de comunicação social são ferramentas promocionais gratuitas para as empresas. Eles determinam a sua imagem. Portanto, deixe o seu público dar uma olhada nos bastidores. Mostre como andam as coisas na sua empresa. Apresente a sua equipa. Pode ter certeza: bons colaboradores verificam as suas redes sociais antes de vir ter uma entrevista consigo.

 4. Fale

Requer alguma disciplina, mas é importante falar regularmente com os seus empregados e outras pessoas interessadas. Assim, está-se sempre a par da situação atual. Caso necessário, pode-se agendar um momento semanal em que fala alternadamente com alguns colaboradores. Neste caso, não omita nenhum nível. 

Alguém vai embora? Pena! Mas saiba que pode aprender muito de uma pessoa que sai da empresa. Não perca esse valioso feedback e planeie uma entrevista de saída. Certamente aprenderá algo com isto.

 

Dica de leitura

Quer realmente fazer todo o possível? Então recomendamos-lhe o livro ‘De empathische organisatie’ de Henk Noort.